2 de maio de 2019

Fiz dois piercings: a minha experiência 1 mês depois


Desde que me reconheço como gente que me lembro de pedir à minha mãe para fazer um segundo furo. Primeiro a resposta era sempre "quando fizeres dezoito anos", mas com o aproximar da data a resposta passou a ser "quando saíres de casa e fores independente".  Pois é, já saí de casa há quase sete anos e sou independente financeiramente há mais de um ano. O tempo foi passando e eu nunca mais me decidia, havia alturas em que tinha mais vontade do que outras, mas nunca tomava a iniciativa, havia sempre uma desculpa...
Até que, numa fase em que quase entrei em esgotamento, decidi que tinha de deixar de arranjar desculpas para quase tudo na minha vida e tinha que arriscar, e uma das atitudes que surgiu deste deixar de lado as desculpas, foi, finalmente furar novamente as orelhas. 

A EXPERIÊNCIA

A decisão estava tomada, só faltava o local para o fazer! Na sexta-feira (23/03/2019) procurei algumas ourivesarias que furassem as orelhas, comparei preços e condições e avancei! No local, comecei por explicar exatamente o que pretendia, marcaram-me os sítios onde seriam os furos para eu ver como ficaria e furamos!


ORELHA ESQUERDA

O furo da orelha esquerda é um segundo furo no lóbulo e a dor foi mais de impressão do que propriamente outra coisa. Após o furo só doeu um pouco no próprio dia dia e sempre consegui dormir virada para o lado esquerdo. Um mês depois já está completamente cicatrizado. 


ORELHA DIREITA

Já na orelha direita, furei a meio da orelha, bem na cartilagem e aí sim já doeu um bom bocado. Apesar de os três primeiros dias terem sido bem tranquilos, no domingo à noite levei uma pancada na orelha e, a partir desse momento passei a ter bastantes dores, tinha a orelha constantemente e vermelha e muito quente, ou seja, tudo indicava para uma inflamação. Fui a farmácia e estava a fazer tudo corretamente, só precisava de aplicar mais gelo e ter fé que passava sem ser preciso mais nada de especial. Após três dias (e uma semana após os furos) estava tudo normalizado, apesar de claramente ainda haver algumas dores quando mexia na orelha.


UM MÊS DEPOIS...

Pouco depois de ter feito três semanas com as orelhas furadas, mudei para uns brincos que comprei na mesma ourivesaria. Mais discretos (o trabalho assim o exige) e atualmente já não tenho qualquer tipo de dores. Uma vez que se tratam de brincos "normais" e não de piercings, ainda me faz um bocado de impressão dormir sobre o lado direito, uma vez que a parte de trás do brinco bate bem no osso. 

2 comentários:

  1. Parabéns pela decisão!

    Gosto de ver :) e espero que a fase menos boa tenha terminado :)

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelo comentário! A vossa opinião é muito importante e ajuda-me a melhorar o conteúdo!
Após aprovação responderei a todos os comentários e visitarei os vossos blogs.
Espero que voltem!